• Publicado em

    Polícia Civil vai ao Projac ouvir participante do BBB sobre morte em favela do RJ

    Revelação foi em frente às câmeras do BBB

    .

    A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro vai ao Projac nos próximos dias para ouvir um dos participantes do Big Brother Brasil 15.

    O carioca Luan Patrício, de 23 anos, afirmou ter matado um menor de dezesseis anos no Complexo do Alemão, enquanto servia o Exército, em 2010.  Na ocasião, Luan integrava o 8º Grupo de Artilharia que ocupou as favelas da região.

    O Exército nega que tenha havido qualquer morte em confronto com esta unidade. Mas o delegado Rivaldo Barbosa quer ouvir os detalhes da história que Luan contou apenas superficialmente diante das câmeras para o país inteiro ouvir.

    Por Lauro Jardim
    Fonte/ VEJA
    
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.