• Publicado em

    Polícia goiana procura homem que confessou em vídeo ter matado esposa a tiros na frente do filho deles

    Assista a matéria completa e veja a confissão do acusado;

    A Polícia Civil procura por Osmarildo da Gama Borges, conhecido como Cauã Cigano, cuja idade não foi divulgada, acusado de matar a companheira Nayara Gama, de 22 anos, com cinco tiros na frente do filho deles, de apenas 1 ano, em outubro deste ano, em Caldas Novas. Segundo a corporação, poucos meses antes do crime, a vítima já tinha registrado ocorrência por ameaça do então marido. As informações são do Jornal Diário da Manhã.

    O delegado responsável pelo caso, Tibério Martins Cardoso, informou que o homem passou a ser procurado após divulgar um vídeo à comunidade cigana confessando o feminicídio e justificando que cometeu o crime porque a esposa estaria grávida de outro homem e queria terminar o relacionamento.

    A polícia pede ajuda para encontrá-lo e aceita denúncias anônimas pela central de atendimento da corporação, cujo número é 197.

    O investigador afirma que Nayara já tinha registrado ocorrência por ameaça em junho deste ano. Segundo ele, familiares dela relataram que o relacionamento do casal sempre foi conturbado e que Osmarildo era violento.

    De acordo com a família, o casal teria ficado separado por um tempo e nesse período, Nayara se relacionou com outro homem, mas reatou o casamento com Osmarildo pouco tempo antes de ser morta.

    Crime

    A jovem foi encontrada morta no último dia 19 de outubro por motoristas que passavam por uma estrada de terra, onde o corpo dela foi deixado, na zona rural de Caldas Novas. Cardoso informou que no dia do crime, o casal saiu com o filho de 1 ano e 3 meses para visitar parentes na cidade de Terezópolis de Goiás e que durante o percurso, o homem matou a vítima e abandonou o corpo na estrada.

    Ainda de acordo com o delegado, as perícias feitas no corpo da vítima não apontam que ela estava grávida, como afirmou Osmarildo na gravação. Além disso, a polícia investiga se Nayara foi agredida antes de ser morta pelos disparos.

    Tibério afirma que o homem está escondido com os pais e o filho. As investigações apontam que ele tem parentes no interior de Goiás, no Distrito Federal e em São Paulo. “[…]Contamos com ajuda da população para identificar esse criminoso o mais breve possível para poder por as mãos nele e ele responder por esse crime bárbaro e recuperar essa criança que deve estar em estado de choque”, completou.

    Assista a matéria completa e veja a confissão do acusado;

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.