• Publicado em

    Polícia suspeita de latrocínio e violência sexual contra turista

    Delegado explica que 'investigações ainda são preliminares', visto que 'o trabalho de resgate era baseado na esperança de que ela fosse encontrada viva'

    As investigações do assassinato da turista catarinense Fabiane Fernandes, de 32 anos, indicam a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) e violência sexual. O corpo da vítima foi encontrado nessa quarta-feira (21) na região da Trilha da Cabocla, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, no Estado do Rio.

    A empresária de Florianópolis estava desaparecida desde o último domingo (18), mas as investigações só foram iniciadas pela Polícia Civil do Rio após a localização do corpo.

    leia também: Corpo de ciclista é encontrado na BR-060 

    Cãs farejadores localizaram o corpo de Fabiane em meio a arbustos, a cerca de 30 m da trilha. Ela estava nua e tinha lesões na cabeça e no corpo, aparentemente provocadas por pedras. Alguns pertences da empresária, como celular, uma carteira vazia e documentos foram encontrados próximos ao corpo.

    “Há suspeita, sim, de que ela tenha sofrido agressão sexual. Eu também não descarto a possibilidade de latrocínio. Neste momento, nenhuma hipótese é descartada, mas as investigações ainda são preliminares, uma vez que o trabalho de resgate [do Corpo de Bombeiros] era baseado na esperança de que ela fosse encontrada viva”, informou o delegado Renato Mariano, da 132ª DP (Arraial do Cabo), ao ‘UOL’.

    Notícias ao MinutoFoto da Trilha da Cabocla, publicada por Fabiane no Instagram.

    Leia também: “Estou assustado”: Trechos do diário de missionário morto por tribo isolada são divulgados 

    De acordo com o delegado, um laudo necroscópico, que determinará a causa da morte, deve sair em aproximadamente dez dias. “Mais detalhes que possam auxiliar o esclarecimento e o tipo de crime que ocorreu virão com o laudo. Até eu ter essas informações fechadas e concatenadas, não posso descartar hipótese alguma”, explicou.

    Ainda não há informações sobre o sepultamento de Fabiane. Ela era dona de uma pousada em Florianópolis e deixa um filho de 9 anos.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.