• Publicado em

    Presidente do STF autoriza Lula a sair da prisão para encontrar família

    Ele foi autorizado ir ao velório do irmão. Pedido da defesa do ex-presidente havia sido negado pelas instâncias inferiores.

    O presidente do STF, Dias Toffoli, autorizou o ex-presidente Lula a deixar a prisão em Curitiba para comparecer ao velório do irmão, Genivaldo Inácio da Silva, falecido na terça-feira (29).

    O pedido da defesa do petista havia sido indeferido anteriormente pela juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução penal de Lula, e pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região sob a alegação de que questões logísticas impediriam tanto o deslocamento do ex-presidente quanto sua segurança no contexto do velório, marcado para São Bernardo do Campo (SP).

    Leia também: Irmão da dupla Zezé di Camargo e Luciano, é preso em Goiânia 

    Na decisão, publicada pelo site O Antagonista, Toffoli diz autorizar Lula a “se encontrar exclusivamente com os seus familiares, na data de hoje, em Unidade Militar na Região, inclusive com a possibilidade do corpo do de cujos ser levado à referida unidade militar, a critério da família”.

    Diz ainda que “fica assegurada a presença de um advogado constituído e vedado o uso de celulares e outros meios de comunicação externo, bem como a presença de imprensa e a realização de declarações públicas”.

    “Essas medidas visam garantir a segurança dos presentes, do requerente, e dos agentes públicos que o acompanharem. As autoridades competentes devem fornecer todos os meios necessários para viabilizar o cumprimento da decisão”, finalizou o presidente do STF.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.