• Publicado em

    Primo confessa à polícia ter matado a menina de 12 anos, “Senti vontade de matar”

    O algoz da menina tem 16 anos e disse que a estrangulou. O corpo dela foi encontrado nesta terça-feira (26/9) em Samambaia, no Distrito federal.

    O primo da menina Ana Íris, 12 anos, confessou que matou a criança.

    Ele chegou a ser agredido por moradores, levou facadas e foi internado nesta terça-feira (26/9), dia em que o corpo dela foi encontrado.

    Populares agiram ao desconfiar que ele pudesse estar envolvido na morte da adolescente.

    A investigação foi conduzida pela Divisão de Repressão a Sequestros (DRS).

    No hospital, ele disse à polícia que não violentou a prima.

    Mas a estrangulou no morro onde o corpo foi encontrado no mesmo dia em que ela sumiu (10/9).

    Leia também: Apresentador de TV é encontrado morto em casa no Pará

    Questionado sobre a motivação do crime, respondeu apenas: “Sei lá. Senti vontade de matar”.  Contou ainda que foi duas vezes ao matagal depois que matou a garota. O primo tem 16 anos e é ajudante de pedreiro. No dia do desaparecimento, ele teria alegado que trabalhava em uma obra.

    A menina estava desaparecida havia 16 dias, até o corpo dela ter sido encontrado em estado de decomposição em um matagal próximo do acesso ao Morro do Sabão, em Samambaia, DF. Ana Íris foi vista pela última vez perto de casa, na QR 829 de Samambaia. O local em que o cadáver foi achado fica próximo da quadra onde ela morava.



    Fonte/Metrópoles

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.