• Publicado em

    Professora faz filme erótico escondido e alunos descobrem tudo

    Quis ganhar uma grana por fora e se deu mal!

    Essa mulher das fotos acima virou a professora mais famosa da República Tcheca. A “tia”, de 35 anos, causou uma confusão tão grande que, na verdade, ultrapassou as fronteiras do país europeu. A mulher, mãe de dois filhos, decidiu ganhar uns trocados por fora fazendo um descaradíssimo filme erótico, desses amadores, feitos pra sites de vídeos adultos. Mas sua ideia de faturar uma grana pra encorpar o salário deu muito errado.

    A mulher, cujo nome não foi revelado pelo jornal britânico Daily Mail nem por publicações tchecas, mora numa cidadezinha no noroeste do país. Ela foi até Praga, a capital, a convite de um amigo (segundo informações do jornal) para ser protagonista de um vídeo de cerca de 40 minutos e ganhar uma graninha extra. Seria um filme amador, mas pagaria bem.

    No filme ela finge dar uma entrevista, diz que é professora, fala do que gosta na cama, tipo de homem preferido. Em seguida, ela mostra o corpo, com e, claro, sem roupa.

    School Teacher Fired After Doing Porn Casting

    Diz ao “entrevistador”, que na verdade é o câmera, “diretor” e ator do filme, que adora malhar .

    A entrevista de mentirinha antecede a parte picante do vídeo.

    De repente, a moça faz strip e passa óleo no corpo, para em seguida fazer sexo com o homem que a filmava.

    Mas o filminho, feito às escondidas, para passar em um site pago de vídeos adultos, acabou caindo na rede. Um aluno descobriu tudo e repassou a outros estudantes.

     Os pais ficaram sabendo e, revoltados, pediram a demissão da mulher.

    A direção da escola ficou sabendo e a professora acabou ficando sem o emprego. A notícia e as fotos foram parar nos principais jornais europeus.

    23mloditpn_7labl85voz_file

     “Como adolescentes na faixa dos 15 anos podem ter aula com uma professora que se expões tanto na internet?”, escreveu um pai, furioso, para a direção da escola.  “Ela teve relações sexuais com um homem que nem conhecia direito”, esbravejou uma outra mãe de aluno.

    Petr Jonas, um dos diretores do colégio em que ela trabalhava, que também disse ter assistido ao filme e ficado “chocado”, falou ao Daily Mail: “Não tínhamos outra decisão na escola a não ser dar adeus a ela”.

    A professora se defendeu de maneira bem estranha: disse que foi drogada e obrigada a fazer tudo o que foi filmado.

    “Me fizeram consumir drogas, como cocaína. Meu comportamento foi mudando e fiquei relaxada e fora de si”, garantiu. Mas a desculpa esfarrapada, claro, não colou.

    Ela disse mais: “Pensei que fosse um filme para testar roupas íntimas”. Agora a professora terá que mudar de cidade e tentar outro ramo. “Todo o mundo me para na rua para falar do filme. Meus filhos estão sofrendo bullying agora. Eu não seria capaz de fazer isso em circunstâncias normais…”.

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte Daily Mail

     

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.