• Publicado em

    “Que Deus me abençoe”: homem deixa recado antes de matar família no RS

    Suspeito teria assassinado mulher e sogra com requintes de crueldade antes de cometer suicídio

    Um homem matou a mulher e a sogra com facadas e marteladas dentro de casa em que moravam em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). De acordo com a polícia, o suspeito não aceitava o fim do relacionamento e chegou a deixar pistas, em uma rede social, de que cometeria o crime. Após o duplo homicídio, ele se matou.

    O filho de Rosa Maria Lopes Nunes, de 58 anos, visitou a mãe no último sábado (30). No dia seguinte, ele tentou ligar para ela várias vezes, mas não conseguiu.

    Na segunda-feira (1º), ele foi até a casa da mãe e sentiu um cheiro forte. Além disso, ele estranhou o fato de a casa estar em silêncio, o que não era comum, já que o imóvel nunca ficava vazio.

    Quando o homem abriu a porta, encontrou o corpo da mãe na sala.

    No quarto, o homem achou o corpo da irmã, Simone Lopes Nunes Pires, de 32 anos, e do cunhado, Valsemir da Silva. A mulher foi morta a facadas e tinha uma corda amarrada em seu pescoço. Já o cunhado, havia cometido suicídio.

    u6smhwyzf_73unngnlpm_fileA perícia pode ajudar a polícia a descobrir em que dia ocorreu a tragédia.

    Em uma rede social, Silva escreveu que se sentia decepcionado com Simone.

    Ele não aceitava o fim do casamento.

    Em outra mensagem, na mesma semana em que cometeu o crime, Silva indicava que tinha tomado uma decisão.

    De acordo com a polícia, o crime foi premeditado.

    O homem já tinha antecedentes por lesão corporal.

    Do R7

    .

    .

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.