• Publicado em

    Redes sociais contribuíram em 21% nas vendas e-commerce em 2018

    Especialista dá dicas de como empreendedores devem explorar essa área

    As vendas do segmento e-commerce devem chegar a, aproximadamente, R$ 79,9 bilhões em 2019, apontou pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). O valor corresponde a um crescimento de 16% em relação ao ano passado. Curiosamente, 21% das vendas aconteceram através das redes sociais, de acordo com a 4ª edição do NuvemCommerce Relatório Anual de comércio eletrônico 2018.

    Marcelo Antonioli

    Segundo o especialista em marcas pessoais, Marcelo Antonioli, empreendedor e formado em Publicidade e Propaganda, para o pequeno ou grande empresário que deseja investir no comércio online, é necessário de início investir em estudos e treinamentos. “Primeiramente, é importante investir tempo, com aprendizado e aplicação. Pois independente da sua profissão, a pessoa precisa se vender. E estudo sempre é o primeiro passo, conhecer seu público e saber abordá-lo de maneira precisa”, afirma.

    Nas redes sociais, o conteúdo deve ser produzido e postado de forma contínua, o que demanda tempo e investimento financeiro do empreendedor. “É preciso gerar conteúdo de forma contínua para as redes socais e isso requer tempo. Paralelo a isso, o empreendedor deve gerar tráfego para que outras pessoas tenham acesso ao conteúdo, e isso requer gasto não só de tempo, mas também financeiro”, explica Antonioli.

    Hoje com uma conta com mais de 32 mil seguidores na página @marcelo.antonioli, o empreendedor vem ajudando outros a gerar conteúdo de qualidade nessa área de e-commerce e é uma aposta que vem fazendo bastante sucesso para muitos empresários que apostam no e-commerce.

     

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.