• Publicado em

    ROTAM evita homicídio e integrante de facção acaba morto em edifício em Goiânia

    Equipe policial conseguiu alertar advogado que seria alvo do homicídio

    De acordo matéria do Jornal Diário da Manhã, uma ação das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM)prendeu um suspeito de planejar a morte de um advogado, com outros cinco comparsas, e outro alvo dos suspeitos que pertence a uma facção rival morreu após entrar em confronto com os policiais em um edifício do Setor Bueno, bairro nobre de Goiânia, na noite da última terça-feira (27/8).

    De acordo com as informações divulgadas pela polícia, um suspeito foi preso com outros cinco comparsas divididos em dois veículos, um GM/ Cruze com registro de roubo e um Toyota Corolla sem identificação. Conforme a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), o indivíduo foi preso e os comparsas conseguiram fugir do local.

    Leia também: Edital premiará jornalistas e estudantes de jornalismo 

    A polícia afirmou que o grupo planejava matar um advogado e um outro rapaz não identificado até o momento. Após ouvir o depoimento do suspeito, a equipe policial conseguiu identificar o advogado e avisá-lo sobre a prisão do suspeito e que os comparsas do indivíduo estavam planejando matá-lo.

    ROTAM encontrou o segundo alvo do grupo e foi recebida a tiros em um prédio do Setor Bueno

    Após avisar o jurista, a equipe policial foi à um edifício situado na T-36, no Setor Bueno, em Goiânia. De acordo com a polícia, em um dos apartamentos o outro alvo do grupo, que pertence a uma facção rival, recebeu os policiais a tiros, a equipe revidou, o rapaz não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

    Segundo as informações repassadas pela equipe policial, com o suspeito presos foram apreendidas duas pistolas uma CZ 83 com 12 munições intactas no carregador, uma Taurus/PT 100 AF com um carregador e 10 munições calibre 40 intactas, 28 munições calibre .380 e 12 munições calibre .40 intactas.

    Além das armas e munições a equipe que atendeu a ocorrência encontrou na sala e no quarto cadernos de contabilidade e o valor de R$ 2.141,00 em espécie.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.