• Publicado em

    Sem saber, procurado por estupro marca encontro com policial e é preso

    Jorge Nogueira é acusado de estuprar meninas dos 12 aos 14 anos. Foragido esperava policial em shopping do Rio com buquê de flores.

    A Polícia Civil usou a internet para localizar um homem acusado de estuprar uma adolescente em Pedra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio.

    Na sexta-feira (12), às 16h, a policial chegou, à paisana, a um shopping da Zona Oeste pra um encontro marcado. Jorge Nogueira, de 44 anos, não sabia que ela trabalha na polícia e esperava, no corredor, com um buquê de flores. Mas, antes de encontrar a mulher que conheceu na internet, Jorge recebeu voz de prisão.

    Jorge Nogueira estava foragido há dois anos. Ele é acusado de estuprar uma menina dos 12 aos 14 anos, em Pedra de Guaratiba. Mas assim que a Justiça decretou sua prisão, Jorge desapareceu da cidade.

    A família da vítima pediu ajuda na delegacia do Recreio dos Bandeirantes. E os investigadores descobriram que Jorge estava usando um perfil numa rede social para assediar mulheres.

    “Eu pedi que uma policial se passasse por uma pessoa solteira e pedisse para adicioná-lo numa rede social e foi feito. Eles começaram a conversar. Estavam há uma semana conversando”, contou a delegada Adriana Belém.

    No início, ela mandou uma mensagem: “Eu trabalho na Barra. Me separei tem pouco tempo. Estou voltando ao ritmo de solteira”. Jorge respondeu: “Podemos ter um contato melhor”.

    Acusado trocou mensagens com policial (Foto: Reprodução GloboNews)

    Acusado trocou mensagens com policial

    Na véspera do encontro no shopping, Jorge escreveu: “Eu estava ansioso para você entrar em contato”. A policial disse: “Vou conseguir te ver amanhã?”

    “Desde o início ele se deixou levar pela conversa e a gente foi incentivando, foi seduzindo pela rede social, fiz um ‘fake’, uma página falsa e a gente chegou a um encontro, com as orientações da delegada. A gente chegou a ponto de marcar um encontro no shopping e aí foi efetivada a prisão”, contou a policial Paula Gouvêa.

    Jorge Nogueira vai ser julgado por estupro de vulnerável. A pena pode chegar a 15 anos de prisão. Para a família da vítima, que esteve na delegacia, a prisão de Jorge Nogueira representa um grande alívio.

    “Que ele pague por tudo que ele fez com a minha família, pra mim, pra minha filha. A justiça tem que ser feita, que ele não faça mais com a filha de ninguém. Vou dormir em paz, vou viver em paz”, declarou a mãe da vítima.

    Jorge Nogueira nega as acusações.

    Jorge Nogueira estava foragido há dois anos (Foto: Reprodução GloboNews)

    Jorge Nogueira estava foragido há dois anos (Foto: Reprodução GloboNews)

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte/GloboNews
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.