• Publicado em

    Soldado do Exército é preso dirigindo bêbado, sem CNH e na contramão em Jataí

    PM diz que ele foi perseguido ao passar por via em alta velocidade, em GO. Teste do bafômetro acusou embriaguez; ele foi liberado após pagar fiança.

    .

    Um soldado do Exército de 19 anos foi preso neste sábado (18) após ser flagrado dirigindo embriagado na Avenida Goiás no centro de Jataí, no sudoeste de Goiás.

    bafometro

    O teste do bafômetro que acusou 0,76 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

    Segundo a Polícia Militar, o ele foi perseguido depois de trafegar em alta velocidade na contramão da via. Além disso, ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

    Ainda de acordo com a PM, o jovem só parou o veículo depois que os militares atiraram nos pneus e o motor fundiu, já na GO-184.

    Ele foi submetido ao teste do bafômetro que acusou 0,76 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

    bafometro2

    Soldado da PM Francis Gomes Jacinto.

    Soldado da PM Francis Gomes Jacinto.

    “A desculpa que ele utilizou para ter praticado tal ação é que ele teria pego o veículo escondido do tio e com medo de represália e do veículo ser apreendido, ele fugiu, justamente por ele não ser habilitado e estar embriagado”, diz o soldado da PM Francis Gomes Jacinto.

    bafometro6

    Ele prestou depoimento na delegacia e foi liberado após pagar fiança no valor de R$ 3 mil.

    Ele vai ficar preso no quartel militar por 30 dias e depois responderá por dirigir embriagado na Justiça comum.

    Uma equipe de soldados do quartel buscou o o militar que causou esta grande confusão na Delegacia da Policia Civil de Jataí.

    Soldado do Exército é preso dirigindo bêbado, sem CNH e na contramão em Jataí, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

    Segundo soldado, carro pertence a um tio e foi pego sem autorização Segundo soldado, carro pertence a um tio e foi pego sem autorização .

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte G1/TV Anhanguera
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.