• Publicado em

    Suicídio não. O que houve foi duplo homicídio, mostra perícia sobre a tragédia na zona rural

    A tragédia familiar ocorreu em uma fazenda no município de Iporá.

    De acordo o site Oeste Goiano, está descartada a primeira versão de que o seria um homicídio seguido de suicídio, fato que aconteceu na Fazenda Buriti, município de Iporá, nesta manhã de segunda-feira, 14.

    A Polícia Científica entrou em ação e o serviço de perícia mostrou que se trata de duplo homicídio, uma vez analisados os ferimentos nos corpos dos dois.

    Portanto, há uma terceira pessoa no fato, ainda não identificada.

    Trata-se de uma tragédia entre casal. No primeiro momento acreditou-se que o marido teria matado a esposa e, em seguida, cometido suicídio.

    Ele é Dixon Júnior Cunha de Jesus, de 39 anos. Ela é Kemylla Neves Oliveira, de 20 anos.

    Reforçou a convicção anterior de homicídio seguido de suicídio porque o casal vivia em conflitos. Dias atrás, Dixon foi enquadrado na Lei Maria da Penha, quando cometeu violência contra ela.

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.