• Publicado em

    Suposto traficante que teria espancado mulher a pauladas em vídeo é preso

    (Atenção imagens fortes em Vídeo) A imagem chocante da mulher sendo torturada a pauladas causou comoção e revolta nas redes sociais

    Policiais do 7º BPM prenderam na quinta-feira (13) um suposto traficante na comunidade do Joquéi, em São Gongalo, na região metropolitana do Rio. O suspeito, conhecido como Sombra, é apontado como o homem que espanca uma mulher a pauladas em um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais. A prisão de Sombra foi divulgada nesta quarta-feira (19) pela Polícia Militar. Na terça-feira (11), um menor que também teria participado do vídeo foi apreendido pela polícia.

    Na segunda-feira (17), a SPM (Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República) informou que vai pedir a apuração do vídeo.

    A delegada da Delegacia de Alcântara (74ª DP), Mônica Areal, afirma que só teve conhecimento do vídeo ao apreender o adolescente, de 15 anos, por porte de drogas.

    — Eu ia liberá-lo, porque a quantidade era pequena e configurava apenas uso, mas um policial militar me mostrou a gravação no celular. Ele [o adolescente] confessou que estava no vídeo.

    O vídeo divulgado nas redes sociais é apenas um recorte. No vídeo original, o homem raspa os cabelos da mulher e começar a sessão de espancamento com ela sentada em um banco. O adolescente preso na terça-feira (11) afirma que o motivo da tortura foi “uma fofoca sobre um menor” que a mulher teria feito.

    O adolescente também confessou que faz parte do tráfico na favela da Linha, também em São Gonçalo. Segundo a delegada, ele foi apreendido por envolvimento com o tráfico.

    A mulher que aparece no vídeo ainda não foi localizada pelos policiais.

    Vídeo abaixo: (Atenção imagens fortes)

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.