• Publicado em

    Suspeito de participar do assassinato de Daniel era jogador do Paraná

    David Willian da Silva teve o contrato rescindido na terça-feira.

    David Willian Vollero Silva, um dos suspeitos de participar do assassinato do jogador Daniel, também era jogador de futebol. Ele, que tem 18 anos e está preso preventivamente, jogava na equipe Sub-17 do Paraná Clube e teve, nesta terça-feira (13), a rescisão de contrato registrada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

    De acordo com o Globoesporte.com, David disse afirmou em depoimento à Polícia Civil ter participado do espancamento de Daniel dentro da casa da família Brittes.

    Leia também: Caso Daniel: convidada diz que esposa foi agredida e não alegou estupro

    O autor confesso do homicídio, Edison Brittes, teria flagrado a vítima com a esposa, Cristiana Brittes, antes de cometer o crime.

    David estava na festa onde aconteceu a morte. O jogador ex-Paraná contou que não viu o momento em que Daniel foi morto. O jovem revelou também que chegou a conversar sobre futebol com a vítima.

    Notícias ao Minuto

    David afirmou ser amigo de Allana Brittes desde 2012 e que os dois estudaram na mesma escola.

    Ele chegou ao Paraná em 2016 e conquistou o campeonato estadual sub-17 no mesmo ano. O clube disse que o atleta fora dispensado em maio, por motivos técnicos, mas que a baixa no contrato ocorreu somente nesta terça.

    Além de Edison e David, estão detidos Cristiana Brittes, Allana Brittes, filha do casal, Ygor King e Eduardo da Silva, primo de Cristiana. Com informaçoes do Esporte ao Minuto.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.