• Publicado em

    Suspeito de roubar e matar empresário que falava ao celular com esposa é preso em Goiânia

    Operação Nexum: DEIC prende autor de latrocínio; suspeito também praticou outros roubos

    De acordo informações divulgadas pela Policia Civil de Goiás, a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), por intermédio do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), concluiu nessa segunda-feira (19) o inquérito policial instaurado para apurar o crime de roubo seguido de morte (latrocínio) praticado em desfavor da vítima Wendel Marcos dos Santos no dia 22 de outubro do ano passado, na Rua Santa Rosa, Cidade Jardim, em Goiânia.

    A vítima estava na porta de sua residência, conversando ao aparelho celular com sua esposa, quando foi abordada por um indivíduo, pilotando uma motocicleta Honda/Biz, o qual anunciou o assalto e efetuou um disparo de arma de fogo, causando sua morte ainda no local. Em seguida, o agressor subtraiu o aparelho celular e fugiu.

    Após mais de 9 meses de investigação, qualificou-se Lucas Alves da Silva, 24 anos, como autor do fato. No dia 2 de agosto último, a equipe policial do Garra obteve êxito em prender Lucas, no setor Tropical Ville, na capital, ocasião em que confessou a prática do latrocínio.

    Leia também: Enem Portugal recebe adesão de mais quatro universidades 

    Durante as investigações, constatou-se que Lucas se valia da motocicleta de sua esposa (Honda/Biz, cor vermelha) para praticar os assaltos, especialmente contra transeuntes e sempre com foco na subtração de aparelhos celulares.

    A partir da placa da motoneta, foram feitos levantamentos, chegando-se a mais três roubos praticados com o mesmo veículo e com igual modo de agir. As vítimas desses roubos foram ouvidas e reconheceram Lucas como autor dos crimes. 

    O nome da operação é alusivo a ligação ou conexão, termos em latim. A operação foi batizada com este nome pois a investigação matriz (latrocínio) permitiu fazer a conexão com outros roubos praticados pelo mesmo autor e com o mesmo modo de agir (sozinho, em uma motocicleta Honda/Biz, portando arma de fogo).

    Delegado responsável: Fabrício Flávio Rodrigues.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.