• Publicado em

    Suspeitos de matar policial em assalto são “exibidos” em desfile na Paraíba

    Durante operação houve troca de tiros e dois suspeitos morreram

    Três homens e dois adolescentes suspeitos de matar um policial militar durante um assalto em um posto de combustível foram “exibidos” em uma espécie de desfile após serem detidos no último sábado (6), em Patos, na Paraíba. Eles foram colocados em carros abertos que, cercados de policiais, percorreram as ruas da cidade paraibana. O cortejo foi acompanhado por centenas de moradores. Quando chegaram à delegacia, houve tumulto e os suspeitos quase foram linchados.

    O assalto que resultou na morte do policial ocorreu na madrugada de sábado. O militar, que nas horas vagas trabalhava como mototaxista, levou um dos suspeitos até o local do crime. Ao chegar ao posto, o policial e um funcionário foram rendidos e encaminhados para uma sala onde fica o escritório. Durante a ação, o policial sacou uma arma, mas um dos suspeitos, armado com uma espingarda, viu e atirou contra ele.

    Após analisar as imagens do circuito de câmeras, um dos suspeitos foi identificado e preso.  Segundo a polícia, o detido contou o paradeiro dos outros envolvidos. Na ação para prender os envolvidos houve uma troca de tiros e dois suspeitos morreram. Aproximadamente 80 policiais trabalharam na operação.

    De acordo com a polícia, com os suspeitos os policiais apreenderam duas espingardas, um revólver, munições, capuzes, documentos, as roupas usadas no assalto, celulares, droga e uma quantia em dinheiro não divulgada.

    Ainda de acordo com a polícia, o grupo é suspeito de cometer vários crimes na região. Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), informou que deve se manifestar sobre o caso nesta segunda-feira (8).

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte/G1 PB
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.