• Publicado em

    Técnica de enfermagem de 24 anos emagrece 25kg após calça estourar: ‘Era difícil admitir’

    Adrieli mostra barriga sequinha após meses de dieta e exercícios.

    Adrieli Camini passou pelo momento mais feliz da sua vida, a gestação, e em seguida atravessou a fase mais crítica: o mal​-​estar com o excesso de peso. A técnica de enfermagem, de 24 anos, chegou aos 85kg após dar à luz sua filha Letícia, hoje com 2 anos e ​5​ meses, peso acima do atingido durante a gravidez, e decidiu lutar por uma rotina mais saudável.

    – Quando engravidei, engordei 13kg. Eu saí dos 70kg e fui para os 83kg. Tive o bebê mas, ainda assim, continuei ganhando peso. Quando eu casei com o meu marido no civil, a minha filha tinha 9 meses de vida e eu já estava com 85kg. Pesava mais do que quando eu estava grávida! Foram muitos momentos constrangedores, piadas. As pessoas me chamavam de gordinha, foquinha… Não gosto de lembrar, mas hoje já me sinto muito mais saudável e mais à vontade em público – conta.

    O momento decisivo para o emagrecimento, no entanto, foi às vésperas do aniversário da paulista de Guarulhos, no ano passado.

    – Comprei uma calça de tamanho 46, ela ficou apertada para andar até que estourou. O tecido era lycra e mesmo assim não me serviu – diz a jovem, que relata ter tido dificuldades para aceitar um número maior: – Eu precisava tentar o tamanho 48, mas era difícil admitir que precisava aumentar ainda mais meu manequim. Fiquei muito triste também em outra ocasião, quando meu marido pediu para eu usar a calça do dia em que nos conhecemos e ela nem entrou. Hoje, a roupa está grande demais e já não serve mais em mim.

    Um ano depois da decisão de emagrecer, Adrieli está com 60kg e mantém o condicionamento físico com os mesmos exercícios que aderiu no início da dieta, em agosto de 2014. A técnica da área de saúde superou a tendência genética à engordar com o foco nos exercícios e em hábitos saudáveis. Cirurgia e remédios inibidores de apetite, aliás, nunca foram tentações para resultados mais rápidos segundo a paulista.

    – Comecei a fazer caminhada e corrida durante 40 minutos todos os dias, até nos fins de semana, visitei blogs de mulheres que emagreceram… Pegava todas as dicas do que era preciso também para não desistir do processo de emagrecimento. Meu marido também me incentivou e até hoje me acompanha nas corridas. Tenho parentes que tomaram remédios para emagrecer e recuperaram todo o peso. Nunca quis isso para mim.

    Paulista mostra resultado de emagrecimento com corrida e dieta balanceada

    Paulista mostra resultado de emagrecimento com corrida e dieta balanceada Foto: Acervo pessoal

    Com os exames em dia, ela conta que a indisposição que a acompanhava antes da dieta já não existem mais.

    – Eu me sentia muito cansada. Não conseguia subir ruas, escadas… Sentia muitas dores de cabeça, mas não tive nenhuma complicação médica.

    A alimentação, antes rica em gorduras e doces, deu lugar a receitas fit e pratos mais coloridos. Durante o período de amamentação de sua filha, Adrieli, no café da manhã, investia no fast food e em bebidas hipercalóricas.

    – Eu comia dois mistos quentes pela manhã com meio litro de leite com achocolatado. No almoço, misturava carboidratos: macarrão, purê de batata… A minha desculpa era a fome do período de amamentação, que durou até os 11 meses de vida de Letícia – argumenta. – Atualmente, não como mais pão, tomo apenas leite desnatado, dispenso as frituras e os refrigerantes e como poucas porções de carboidratos por dia.

    O progresso saudável que Adrielli atingiu a faz relembrar a adolescência, fase em que já tinha experimentado o excesso de peso e, enquanto as amigas vestiam números infantis, ela usava 38 de adulta.

    – Na adolescência, eu evitava a balança e não tenho ideia de quanto eu pesava. Mas, com 12 anos, eu já entrava no manequim 38. Agora, com o dobro da idade, voltei a usar novamente, mas na fase certa. Há um ano, eu evitava ir à praia. Usar maiô ou biquíni? Nem cogitava. Hoje as pessoas dizem que estou mais bonita e me sinto bem comigo mesma.

    Técnica de enfermagem recusou remédios e cirurgia para eliminar excesso de peso

    Técnica de enfermagem recusou remédios e cirurgia para eliminar excesso de peso Foto: Reprodução/Instagram

    Adrielli não pretende diminuir a silhueta, mas cogita passar por uma cirurgia estética. “Não precisei fazer cirurgia para nada, ainda bem. O que pretendo fazer agora é colocar 200ml de silicone para acertar os seios”.​ ​

    A escolha é o reflexo da ausência das preocupações com a saúde. Com os exames médicos em dia, a técnica em enfermagem comemora a boa fase e dá conselhos para as amigas que também querem optar pela saúde.

    – Estou muito mais feliz do que eu era. Falar sobre o meu emagrecimento e servir de exemplo para as pessoas me alegra a cada dia – comemora.​

    Paulista voltou a usar biquíni após emagrecer

    Paulista voltou a usar biquíni após emagrecer Foto: Reprodução/Instagram

    Paulista dá dicas para mulheres que querem emagrecer em sua conta em rede social

    Paulista dá dicas para mulheres que querem emagrecer em sua conta em rede social Foto: Reprodução/Instagram

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte/ Extra
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.