• Publicado em

    Técnico diz ter sido agredido pelo cantor Henrique, da dupla com Juliano, no aniversário da cantora Marília Mendonça, em Goiânia

    Fã da dupla, Thiago da Silva afirma que confusão começou porque acharam que ele estava filmando o evento, o que nega. A Polícia Civil investiga o caso.

    O técnico em aparelhos de ar-condicionado e aquecedor Thiago Junio Martins da Silva, de 26 anos, denuncia que foi agredido pelo cantor Henrique e outras seis pessoas que estavam na festa de aniversário da cantora Marília Mendonça, em Goiânia. O caso é investigado pela Polícia Civil.

    A confusão aconteceu no fim do evento, por volta das 6h de terça-feira (24), em uma chácara da capital. De acordo com o jovem, ele estava próximo da dupla e da cantora quando retirou o celular da jaqueta para olhar o horário e ficou com o aparelho na mão.

    Um homem que estava vestido à caráter da festa, que era em estilo country, o abordou. Ele não sabe se era segurança ou convidado. Segundo Thiago, a pessoa o questionou se estava filmando a festa, o que a vítima negou.

    Logo depois, a mesma pessoa voltou, acompanhada de um homem barbudo, e fizeram a mesma pergunta. Foi quando as agressões começaram.

    “Fui abrir a galeria de fotos, um deles tomou o celular da minha mão, me desferiu um soco na boca. Apareceu o Henrique que, ao invés de apartar, me enforcou com muita força, deu soco na cara, passou a mão no meu rosto, me mostrou o sangue e me chamou de otário”, disse a vítima.

    Em seguida, segundo Thiago, pareceram mais quatro pessoas e o agrediram com socos e pontapés. O rapaz relata que um homem interveio e o retirou da festa.

    “Eu falei que meu celular estava na mão de uma pessoa, ele tomou o celular dessa pessoa, me entregou e falou para eu correr”, afirmou.

    Fuga

    Conforme o técnico, ele se escondeu na mata e ligou para a esposa, que o orientou a entrar no carro e fugir. Ele fez isso, mas o veículo, um Fiat Uno, não deu partida, segundo o jovem.

    “Meu carro é etanol e, como estava muito frio, não deu partida. Vi três homens entrarem com lanternas na mata, abaixei dentro do carro e fiquei escondido. Quando eles voltaram para o local do evento, corri dentro da mata de novo, pulei o muro e fui para a delegacia porque conheço bem a região e sabia onde era”, relatou.

    Segundo o rapaz, quando foi buscar o veículo, viu que estava danificado. Segundo a vítima, quebraram o vidro do passageiro e o retrovisor, além de furar o pneu. O carro está em uma oficina.

    Thiago diz que ainda quebraram o vidro, arrancaram o retrovisor e furaram o pneu do carro dele, em Goiânia
    Arquivo pessoal/ Thiago Junio Martins da Silva

    Investigação

    Thiago registrou o caso no 14º Distrito Policial. De acordo com o delegado Elton Diogo Fonseca, o jovem apresentava lesões.

    “Ele foi submetido a exame médico que constatou sinais de lesão na boca e no nariz, mas ainda não tem comprovação que, realmente, as lesões na face ocorreram na festa”, explicou.

    Apesar de a vítima afirmar em depoimento que danificaram o carro, o delegado explicou que o carro ainda não foi levado a 14º DP para que, se necessário, ocorra a perícia. Na próxima semana, a equipe deve começar a colher os depoimentos de testemunhas.

    “Serão realizadas oitivas das pessoas que estavam no evento, como o cantor Henrique, para, se for o caso, individualizar as condutas. Constatada a lesão, o indiciamento por lesão corporal”, disse o delegado.

    Medo

    Thiago diz ser fã da dupla Henrique e Juliano e diz que está “chateado com o que ocorreu” e disse que sentiu medo.
    “Até urinei na roupa de tanto apanhar, de nervoso, de medo. Sou muito fã do Henrique, gosto muito da dupla, já fui em muitos shows e jamais ia esperar uma coisa dessa”, afirma o jovem.

    De acordo com o técnico, ele ainda não voltou a dormir em casa. “Preferi dormir na minha sogra por segurança, nunca imaginei que, faltando 15 minutos para acabar o evento, aconteceria isso”, lamenta.

    Fonte/Blog Ultra Dicas

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.