• Publicado em

    Transexual é assassinada por jogador de futebol em São Borja

    O jogador confessou ter matado a garrafadas Thalia Costa, 32 anos.

    Uma transexual de 32 anos foi encontrada morta a garrafadas na manhã desta quinta-feira (21), às margens do Rio Uruguai, em São Borja, na Fronteira Oeste. A vítima, conhecida como Thalia Costa, era moradora da cidade e trabalhava vendendo jogos de loteria.

    De acordo com o delegado Marcos Ramos Vianna, a transexual foi morta a garrafadas por um jogador de futebol da cidade, de 22 anos, com quem mantinha relacionamento há 15 dias. Douglas Gluszszak Rodrigues foi preso em flagrante por homicídio qualificado. Segundo informações do portal G1ele atuava na Associação Esportiva São Borja, time que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho.

    Em depoimento, o namorado da vítima confessou a briga e o crime. Ele alegou que os dois discutiram porque Thalia queria divulgar fotos do casal em redes sociais, o que ele não permitia.

    A polícia chegou ao suspeito após denúncia de um vizinho que encontrou documento de identidade da vítima caído na entrada do prédio onde o jogador mora e manchas de sangue na escada.

    O local onde Thalia foi morta fica na periferia da cidade, próximo a uma estação de captação de água. A Polícia Civil analisou imagens de câmeras da região e identificou o casal chegando de mãos dadas na noite de quarta-feira (21).

    A hipótese é de que Thalia tenha sido morta ainda durante a noite, apesar de o corpo ter sido encontrado apenas pela manhã por moradores da região.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.