• Publicado em

    Três carretas carregadas com cigarros contrabandeados são apreendidas no Sudoeste Goiano

    As apreensões aconteceram em uma ação integrada do 15ºBPM, 18ªCIPM-CPE E COD. Os detidos e as apreensões foram conduzidos para a sede da Polícia Federal em Jataí

    De acordo informações divulgadas pela Policia Militar de Goiás, desde as primeiras horas da manhã dessa terça-feira (17), as equipes do 15ºBPM, da 18ªCIPM-CPE e do COD realizavam operação conjunta na BR-364 com o objetivo de combater o contrabando e o descaminho.

    Durante bloqueio na BR-364, próximo ao trevo de Perolândia/GO, a equipe do Tático Móvel do 15ºBPM abordou uma carreta conduzida por Cláudio Roberto Barbosa Lima, 30 anos. Ao realizar a busca veicular, constatou-se que a carreta estava carregada com cigarros do Paraguai.

    Dando continuidade a operação, a equipe do COD Estrada visualizou uma carreta em atitude suspeita na GO-341 sentido Mineiros/GO – Três Divisas. Ao proceder a abordagem e realizar a busca veicular, detectou-se que a carreta também estava carregada com cigarros oriundos do Paraguai, sendo que no momento da abordagem, o condutor da carreta empreendeu fuga embrenhando-se no mato.

    Em sequência as diligências, a equipe do 15ºBPM avistou uma Pick-Up Strada em atitude suspeita. Ao proceder a abordagem, o condutor foi identificado como sendo Elio Silva Santos, que confessou ser batedor de uma carreta que estava carregada com cigarros e escondida no município de Mineiros/GO.

    Ato contínuo, uma equipe da 18ªCIPM-CPE deslocou até o setor São João, em Mineiros, e logrou êxito em localizar a terceira carreta carregada com cigarros oriundos do Paraguai.

    Diante dos fatos, os dois infratores da lei detidos e as três carretas carregadas de cigarro oriundos do Paraguai apreendidas foram conduzidos e apresentados na sede da Polícia Federal em Jataí para os procedimentos cabíveis.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.