• Publicado em

    Vai participar do Encceja 2019? Saiba como consultar os materiais de apoio

    Na Página do Participante são disponibilizados oito volumes de apostilhas.

    O último balanço divulgado nesta terça-feira (06) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apontou 2,9 milhões de pessoas habilitadas para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). As provas serão aplicadas em 25 de agosto, em 611 municípios. O que muitos participantes podem não saber é que existem materiais de estudo gratuitos disponibilizados online.

    Entre os materiais de apoio estão as apostilas Encceja 2019, disponíveis na Página do Participante. São oito volumes com orientações para os estudantes, sendo metade específica para o Ensino Fundamental e a outra metade para o Ensino Médio. Dois tipos de boxes são adotados como recursos para o estudante: em “desenvolvendo competências” estão os exercícios aplicados para ampliação do conhecimento e cujas respostas podem ser encontradas no fim de cada capítulo. Já o boxe de texto explicativo indica possibilidades de leitura e reflexão sobre o tema abordado. Todos os materiais foram desenvolvidos pelo Ministério da Educação (MEC).

    Leia também: Conheça as profissões que ajudam a melhorar o Meio Ambiente

    Ensino Fundamental e Médio

    Os materiais de estudo para o Encceja 2019 do Ensino Fundamental são organizados de acordo com as disciplinas cobradas no exame: Ciências; Matemática; História e Geografia; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Educação Artística e Educação Física. Da mesma forma, as apostilas para o Ensino Médio são disponibilizadas de acordo com as disciplinas cobradas na prova do Encceja 2019: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; além de Matemática e suas Tecnologias.

     Assista ao Jornal Das 11;

    Agência Educa Mais Brasil

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.