• Publicado em

    Vídeo mostra dupla de motoqueiros executando homem em Av. de Recife (Imagem Forte)

    A vítima cai com a moto em cima dos criminosos, que têm dificuldade para deixar o local do crime.
    Imagens registradas por uma câmera de segurança mostram o momento em que dois motoqueiros executam a tiros um homem, em plena luz do dia, em um dos cruzamentos mais movimentados da Avenida Norte, uma das vias mais importantes do Recife. O vídeo, enviado para o WhatsApp da Globo Nordeste, exibe de forma nítida a ação rápida dos criminosos, ocorrida na terça-feira (16),
    O crime aconteceu no cruzamento com a Avenida Santos Dumont, no bairro do Rosarinho. Por volta das 8h30, os motoqueiros se aproximam da vítima, que conduzia outra moto e estava parada em um sinal. O vídeo mostra quando o carona da motocicleta saca a arma e atira na nuca do homem.
    Ele cai com a moto em cima dos criminosos, que têm dificuldade para deixar o local do crime. E um deles sai a pé.
    Isso tudo acontece em segundos, sobre a faixa de pedestres. Ao lado, passam dois homens, que correm quando escutam o disparo. A cena chocante é acompanhada de perto pelo motorista e passageiros de um ônibus, que também está parado no sinal.
    De acordo com parentes da vítima, o homem, um comerciante, passava pelo trecho diariamente para levar a esposa ao trabalho. A Polícia Militar (PM) esteve no local e, segundo o policial Valmir Vaz, a apuração sobre o motivo do crime e a identificação dos suspeitos ficará a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
    O policial informou também que a corporação tem informações sobre o envolvimento da vítima  com crimes, uma vez que ele tinha passagem pelo sistema penitenciário. De acordo com a perícia, foram encontrados R$ 5.133 no bolso da vítima, em espécie. Casado, o comerciante tinha cinco filhos. informações do G1 PE / Globo Nordeste.

    Assista;

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.