• Publicado em

    Vídeo mostra o momento da prisão de João de Deus em uma encruzilhada, na BR-060

    Pouco antes de se entregar, o médium passou mal e pediu aos advogados para tomar um remédio sublingual

    médium João de Deus se entregou à polícia e foi preso na tarde deste domingo, 16, segundo informou ao Correio Braziliense o advogado do religioso, Alberto Toron. O momento da prisão foi registrado em um vídeo publicado pelo Portal Metropoles.

    O encontro dele com as autoridades ocorreu  em uma encruzilhada na BR-060 com uma estrada de terra no município de Abadiânia, região central de Goiás. A polícia chegou em três carros e o médium, que estava em um sítio, veio no veículo de um de seus advogados.

    Leia também: Acidente com ônibus e caminhonete mata duas pessoas e deixa várias feridas na GO-333 em Rio Verde 

    Pouco antes de se entregar, ele chegou a passar mal e pediu aos defensores para tomar um remédio sublingual. João de Deus é cardíaco.

    A prisão é preventiva, ou seja, sem prazo para terminar, e foi decretada pelo juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende, que responde pela vara de Abadiânia durante as férias da titular.

    O médium é acusado pelos crimes de assédio sexual e estupro por mais de 300 mulheres, do Brasil e de outros países. Os casos de abuso teriam ocorrido durante tratamentos espirituais em Abadiânia. A defesa nega.

    João de Deus era considerado foragido desde as 14h deste sábado, 15 de dezembro, após a polícia ter procurado o religioso em mais de 30 endereços apontados pela investigação, de acordo com o delegado-geral de Goiás, André Fernandes.

    Contas bancárias

    O médium João de Deus teria retirado uma quantia de R$ 35 milhões de suas contas bancárias após a primeira denúncia de abuso sexual vir à tona, afirmam investigadores do caso, segundo o jornal Extra.

    A descoberta destas operações fez com que a Polícia de Goiás e o Ministério Público do estado acelerassem o processo para pedir a prisão do médium. O dinheiro foi retirado de aplicações que João de Deus tem em instituições bancárias. Via Catraca Livre

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.