• Publicado em

    Vídeo: professor desarma e abraça estudante para evitar tragédia fatal em escola

    Na semana passada viralizou na web um vídeo que tocou o coração dos internautas. Gravadas em maio, as imagens mostram um professor desarmando e abraçando um estudante.

    Keanon Lowe, professor de 27 anos do colégio de ensino médio no Oregon, nos Estados Unidos, desarma e abraça um aluno que levava uma arma carregada dentro do prédio escolar.

    Leia também: Aplicativo gratuito do Enem disponibiliza conteúdo exclusivo para participantes do exame 

    Depois do ocorrido, o professor vem sendo tratado como um herói pela imprensa. Keanon é tido como o principal motivo para que uma nova tragédia estudantil não acontecesse nos Estados Unidos.

    De acordo com o site Metro, o estudante Angel Granados-Diaz, então com 18 anos, hoje com 19, estava sofrendo com uma crise de saúde mental e levou a arma ao colégio para tirar a própria vida, sem machucar mais ninguém.

    É possível assistir no vídeo, muitos alunos gritando e correndo de uma sala de aula. Lowe então, desarma o jovem, entregando a arma para outro professor, e o abraça.

    O professor ensina futebol americano e atletismo na escola.

    Ele contou em entrevista, que passou alguns momentos com o adolescente antes da polícia chegar. “Foi emocionante para ele, foi emocionante para mim. No momento, eu senti compaixão por ele”, pontuou.

    “Muitas vezes, especialmente quando você é jovem, você não percebe o que está fazendo até que isso acabe. Eu falei para ele que estava salvando-o, que estava lá por uma razão e que a vida dele valia a pena”, completou Lowe.

    Granados-Diaz foi condenado a uma sentença probatória de três anos depois de se declarar culpado por posse de arma em um prédio público e levar uma arma carregada em público.

    Via/Dol

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.